Foto:
Sexta, 06 de outubro de 2017 - 07:52:09
Atrizes de Hollywood acusam produtor Harvey Weinstein de assédio sexual
Poderoso
Ashley Judd conta que o encontrou de roupão, pedindo que ela fizesse massagem

Um dos nomes mais poderosos de Hollywood, o produtor de cinema Harvey Weinstein está sendo acusado de ter cometido abuso sexual contra diversas mulheres, incluindo a atriz Ashley Judd. As acusações foram veiculadas no jornal "The New York Times".

Segundo a publicação americana, que conduziu uma investigação sobre o assunto, as acusações contra Weinstein existem há quase três décadas.

Nas páginas do jornal, elas são corroboradas por meio de entrevistas com funcionários antigos e atuais e por membros da indústria, além de e-mails, memorandos internos e outros documentos da Miramax e da Weinstein Company, geridas por ele.

Segundo o "New York Times", o produtor chegou a fechar pelo menos oito acordos com mulheres, incluindo aí uma assistente em 1990, um atriz em 1997 e uma modelo italiana em 2015.

Ao jornal americano, o produtor afirmou o seguinte: "Eu reconheço que a forma como me comportei com colegas no passado causou muita dor, e eu sinceramente peço desculpas por isso. Embora eu esteja tentando melhorar, sei que tenho um longo caminho."

Weinstein também informou que estava tendo acompanhamento de terapeutas e que tinha planos de tirar uma licença para tratar do assunto. Advogada do produtor, Lisa Bloom, enviou um comunicado afirmando que ele nega todas as acusações.

ASHLEY JUDD

A reportagem abre com um depoimento da atriz Ashley Judd ("Risco Duplo", "Divergente") narrando como ela foi chamada para falar com o produtor, num hotel em Beverly Hills, e o encontrou apenas de roupão e pedindo que ela fizesse uma massagem ou assistisse a ele tomando banho.

Harvey Weinstein se tornou um nome central em Hollywood nas últimas décadas, produzindo filmes de diretores autorais como Quentin Tarantino, Tony Scott e Robert Altman.

Entre os mais de 300 títulos que ele produziu, os mais conhecidos estão "Pulp Fiction", de Tarantino, "Gangues de Nova York", de Martin Scorsese, e "O Paciente Inglês", de Anthony Minghella. Ele ganhou um Oscar, como produtor, por "Shakespeare Apaixonado" (1998), de John Madden, que foi o vencedor do prêmio de melhor filme em 1999. Com informações da Folhapress.

Texto/Fonte: Noticias ao Minuto