Foto: Reprodução
Quarta, 13 de outubro de 2021 - 08:41:53
Em MT, 564 postes foram derrubados ou danificados em acidentes de trânsito neste ano
POSTES DERRUBADOS
Segundo a Energisa, 180 mil pessoas tiveram o fornecimento interrompido por causa das ocorrências. A maior parte dos incidentes ocorreu em Cuiabá, Várzea Grande, Sinop, Sorriso e Rondonópolis.

Mato Grosso já teve 564 postes da rede de energia elétrica derrubados ou danificados em acidentes de trânsito este ano, deixando 180 mil pessoas com o fornecimento interrompido. Os dados são da concessionária de energia do estado, a Energisa.

Cuiabá, Várzea Grande, Sinop, Sorriso e Rondonópolis são cidades que mais registram acidentes, sendo a maior parte deles ocorridos às segundas e sextas-feiras.

Além dos perigos relacionados à batida, a Energisa alerta para outras possíveis consequências nos acidentes de trânsito, como choques elétricos. As redes de distribuição da empresa têm uma tecnologia de proteção que desativa o fornecimento de energia quando há interferência nos cabos ou postes, mas ainda assim há riscos, alerta a concessionária.

No caso de uma batida, é preciso que passageiros e motoristas tomem cuidados como não sair do veículo após a colisão, principalmente se o poste e cabos de energia estiverem sobre ele. A orientação é esperar dentro do carro e não tocar nas partes metálicas, e acionar a Energisa imediatamente.

Reparos e custos

Segundo a empresa, em áreas urbanas a demora para se fazer os reparos é de, em média, seis horas. As despesas são cobradas dos responsáveis pelos acidentes. A reposição de um poste da rede elétrica custa cerca de de R$ 6 mil, mas o prejuízo aumenta conforme a quantidade de cabos e equipamentos ligados à estrutura. Um transformador, por exemplo, pode custar até R$ 4 mil.

No caso de estragos feitos em postes exclusivos de iluminação, é a prefeitura quem deve ser ressarcida dos prejuízos. Em Cuiabá, na maioria das vezes, o município tem que recorrer à justiça contra os responsáveis.

Texto/Fonte: g1 MT