Foto: Reprodução
Quinta, 17 de maio de 2018 - 14:23:17
Governador escreve artigo “por que não fizeram?” e sinaliza concorrer à reeleição
GERAL
Taques pediu ainda que os prefeitos, que estão no seu primeiro cargo eletivo, não desistam da política

O governador Pedro Taques (PSDB) revela que está escrevendo um artigo intitulado “Por que não fizeram”, referindo-se à gestão passada. Segundo o tucano, lá são elencadas inúmeras ações públicas não realizadas pelos seus antecessores e que estão sendo feitas pelo seu governo.

Nesta linha, disse que não irá desistir da política, dando sinais de que mesmo vai concorrer à reeleição, apesar de algumas pesquisas apontarem existência de rejeição por parte do eleitorado. “Por que não compraram computadores antes da nossa administração? Os últimos foram entregues em 2002 (gestão Dante de Oliveira (falecido)”, ressalta o tucano, durante entrega de 1,5 mil computadores aos 141 municípios para serem integrados ao novo sistema de regulação de pacientes do SUS, nesta quinta (17), no Centro Logístico de Armazenamento e Distribuição do Estado (Celad).

Durante o discurso, que durou pouco mais de 11 minutos, Taques elencou 14 porquês. Criticou também o descaso de quem deveria investigar, denunciar e não o fez. “Ninguém sabe, ninguém viu”, disse, referindo-se aos sucessíveis escândalos da gestão passada.

Taques ainda lembra que deixaram gastar R$ 700 milhões com vagões do VLT, que sequer estão em circulação. Pergunta por que ninguém fez nada contra os escândalos no Detran. “Por que trataram o Estado com descaso. Ninguém viu, ninguém fez nada, ninguém fiscalizou ou investigou. Ninguém fez absolutamente nada”, criticou o governador, pedindo para que as pessoas o ajudem a elaborar o artigo.

“Quem é político ou amigo de político está ferrado”

O chefe do Executivo estadual ressalta que ser político está muito difícil, mas que se orgulha de ter se tornado político desde 2010, quando concorreu ao Senado e foi eleito pela primeira vez. Antes, era procurador da República. “Quem é político ou amigo de político está ferrado. Se você faz, está errado. Se não faz, está errado. Infelizmente, o país vive momentos estranhos, momentos em que nós somos julgados e condenados sem o chamado devido processo legal”, disse o governador, dirigindo as palavras aos 20 prefeitos que estavam presentes.

Taques pediu ainda que os prefeitos, que estão no seu primeiro cargo eletivo, não desistam da política. Citou um caso de um gestor que está desanimado e pensa em desistir de disputar à reeleição. “Não desista porque vai cumprir seus compromissos. Eu não vou desistir e peço que não desistam, estamos juntos nesse momento e saindo dessa dificuldade”, disse.

Texto/Fonte: