Foto:
Quinta, 25 de janeiro de 2018 - 14:57:30
'Qualquer plano de paz terá Jerusalém como capital de Israel'
Davos
Afirmação foi dada pelo premiê do país, Binyamin Netanyahu, durante participação no Fórum Econômico Mundial

O premiê de Israel, Binyamin Netanyahu, afirmou nesta quinta-feira (25) em Davos, na Suíça, que quaisquer acordos de paz negociados entre palestinos e israelenses deve prever soberania israelense sobre uma Jerusalém unificada.

"O único momento em que as três religiões, cristianismo, judaísmo e islamismo, puderam exercer sua fé com liberdade em Jerusalém foi sob soberania de Israel", afirmou o premiê durante conversa com Fareed Zakaria em evento durante o Fórum Econômico Mundial no resort suíço.

Com isso, o premiê israelense descartou a possibilidade de um Estado palestino com capital em Jerusalém Oriental, como reivindicam os palestinos.

No entanto, o consenso internacional e as negociações de paz em curso têm por base a solução de dois Estados, um israelense e um palestino, sendo este baseado em Jerusalém Oriental.

Netanyahu também descartou a possibilidade de um outro mediador nas negociações de paz que não sejam os EUA. Autoridades palestinas disseram que não querem mais ter os EUA como mediador depois que o governo do presidente Donald Trump decidiu reconhecer Jerusalém como capital de Israel e transferir para lá, de Tel Aviv, sua embaixada.

"Não há outro mediador que não os EUA", disse Netanyahu. Com informações da Folhapress. 

Texto/Fonte: Notícias ao Minuto