Foto:
Segunda, 21 de março de 2016 - 14:54:09
Dilmar cobra fornecimento de energia para início das atividades do Hospital 13 de Maio
SAÚDE
Unidade hospitalar está dependendo apenas da instalação da energia elétrica para dar início aos atendimentos.

 crescente demanda de pessoas que precisam de atendimento médico e que migram para a rede privada de saúde vem provocando um processo de expansão nas unidades particulares. Em Sorriso (distante 400 km de Cuiabá) a inauguração do Hospital 13 de Maio está prestes a ser concluída, dependendo apenas da instalação da energia elétrica para dar início aos atendimentos.

Para atender a demanda da população sorrisense, o deputado estadual Dilmar Dal’ Bosco (DEM) requereu ao diretor técnico e comercial da Energisa, empresa responsável pelo fornecimento de energia em Mato Grosso, Alessandro Brum, celeridade na conclusão da sistema elétrico da unidade de saúde, para que ela possa operar com 100% de sua capacidade.

O parlamentar avaliou a reunião como produtiva. “O diretor da empresa reuniu sua equipe técnica e determinou que seja encaminhada uma resposta positiva ao Hospital no menor espaço de tempo possível. Com certeza a instalação irá contribuir para a melhoria do atendimento da saúde naquela região”, pontuou Dal’ Bosco.

Silvio Eidt, diretor administrativo do Hospital 13 de Maio, agradeceu o empenho do deputado, e afirmou que a efetivação das atividades hospitalares possibilitará a oferta de novas complexidades médicas à população. “No total, serão 15 consultórios que irão concentrar 28 especialidades”, comemorou, ao afirmar da unidade também contribuirá com a economia local, uma vez que serão ofertados 500 empregos diretos e mais 1500 indiretos.

Dal’ Bosco também solicitou, durante a reunião, melhorias no sistema de energia da Escola Pública Café Norte, localizada no município de Colíder. “As péssimas condições no fornecimento de energia atrapalham as atividades de alunos e professores e comprometem o ensino”, afirmou Mauricio Ponciano, morado de Colíder.

Dal’ Bosco aproveitou a presença do diretor para tratar de diversos assuntos de interesse da população das regiões Norte e Araguaia, a exemplo da queda tensão e melhoramento no atendimento em várias localidades, afirmando que a irregularidade no fornecimento causa inúmeros prejuízos aos comerciantes. Outros temas como o Programa Luz para Todos, a incorporação de redes particulares, universalização e ainda a obra embargada de Juína, que é a conexão da linha 138 com a S-E, usina térmica de Querência, também foram questionados na reunião.

Texto/Fonte: ADRIANE RANGEL GIRALDELLI / Assessoria de Gabinete